Uberaba-MG.: 02/09/2014 - 06:08

HOME  |   OUVIDORIA  |   FALE CONOSCO  |   ACADÊMICO  |  
 

PÓS-GRADUAÇÃO (LATO SENSU)


NÍVEL: M.B.A. e Lato Sensu


ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO

ESTRUTURA CURRICULAR

M.B.A. - GESTÃO EMPRESARIAL
M.B.A. – MARKETING E ESTRATÉGIAS DE MERCADO
LATO SENSU - AUDITORIA E CONTABILIDADE
LATO SENSU - CONTROLADORIA E FINANÇAS
LATO SENSU - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS




PREMISSAS




A dinâmica empresarial e econômica vem exigindo profissionais com mais alto nível de qualificação conceitual e técnica. Além da exigência de uma melhor formação específica, os negócios atuais demandam ainda, visando a otimização de seus resultados, profissionais integrados com mudanças de métodos de gestão e atualizados com os novos conceitos de estrutura organizacional.

O moderno ambiente de administração, contabilidade, controladoria e negócios parte de concepções avançadas convivendo com tendências de relevantes modificações na ordem econômica mundial. Este contexto exige, por seu lado, maiores responsabilidades profissionais, formação acadêmica mais sólida, visão integrada das diversas atividades econômicas, e alta capacidade inovadora na gestão dos negócios.

Por outro lado, observa-se atualmente um mercado bem mais competitivo e exigente, colocando as unidades empresariais na difícil tarefa de conciliar seus objetivos e potencial com as oportunidades e demandas disponíveis.

Alguns desafios bastante sérios que os profissionais enfrentam no mundo atual são registrados a seguir:



  • Necessidade de repensar a economia, o mercado e todo o processo de gestão empresarial, principalmente diante das novas exigências conjunturais;
  • Adequação do perfil do novo profissional às mudanças do mercado;
  • Identificação do estágio do produto em seu ciclo de vida enfocado pela atual visão de mercado;
  • Identificação das novas preferências e necessidades de mercado e suas relações com a taxa de crescimento econômico;
  • Harmonização entre flexibilidade e controle dos negócios;
  • Crescimento da competitividade, com alterações nas prioridades e vantagens competitivas;
  • Endividamento e instabilidade econômica entre as nações do mundo com reflexos sobre a capacidade de continuidade de vários negócios;
  • Segmentação do mercado, exigindo estratégias diferenciadas.





OBJETIVOS




O programa de pós-graduação tem delineado os seguintes objetivos:

  • Reciclar, atualizar e aprofundar conhecimentos nas áreas de Administração, Contabilidade e Controladoria, propiciando um aprendizado fundamentado em bases sólidas e de elevada qualidade;
  • Capacitar profissionais a ocuparem postos de destaque em seus ambientes de trabalho, assim como promover um aperfeiçoamento na capacidade didática e melhor qualificar as atividades de pesquisas dos docentes de ensino superior;
  • Propiciar melhor qualificação nas ações estratégicas e empreendedoras dos profissionais de empresas;
  • A preocupação básica do pós-graduação da FCETM é o ensino em nível avançado através de disciplinas e atividades de estudo que incorporem os mais recentes avanços tecnológicos.





METODOLOGIA DE ENSINO




As disciplinas são desenvolvidas através de uma seqüência lógica, proporcionando um crescimento consistente e vinculado aos objetivos delineados para o programa.

As disciplinas do programa de pós-graduação envolvem aulas expositivas, debates durante as exposições realizadas, discussões sobre temas e casos que retratem a realidade da empresa brasileira, trabalhos em equipe, seminários, palestras etc. Todos esses instrumentos e técnicas têm por finalidade assegurar a consecução dos objetivos do programa de pós-graduação.

São bastante estimulados os debates entre os participantes principalmente com o intuito de se promover uma maior interação e troca de experiências.

Ao longo do curso, ainda, são oferecidas orientações a respeito de referências bibliográficas envolvendo as diferentes disciplinas ministradas, assim como colocada a biblioteca da FCETM à disposição dos participantes para consultas e estudos.





ESTRUTURA DO PROGRAMA, DURAÇÃO E CARGA HORÁRIA



O programa de pós-graduação é constituído por 12 (doze) disciplinas em cada área de concentração, perfazendo um total de 360,0 horas-aula, e distribuídas ao longo de um ano.

As aulas são ministradas duas vezes por semana, sendo programadas paras as 6as. feiras a noite, das 19:00 às 22:30 horas, e sábados, das 08:00 às 13:10 horas.

Além da carga horária de aulas devem ser acrescentadas também 30,0 (trinta) horas destinadas a orientações e acompanhamento dos trabalhos de conclusão do curso. Estas atividades de orientação são desenvolvidas sob a supervisão direta de um docente.


As disciplinas são distribuídas em quatro módulos, com as seguintes características:


MÓDULO I:

Disciplinas fundamentais e básicas às áreas de concentração oferecidas. Objetivam propiciar aos participantes os conhecimentos teóricos e práticos essenciais à sua formação profissional;


MÓDULO II:

Disciplinas de nível intermediário e imprescindíveis a cada área de concentração;


MÓDULO III:

Disciplinas de temática mais avançada objetivando aprimorar a qualificação profissional dos participantes. Os conteúdos destas disciplinas requerem conhecimentos prévios repassados em módulos anteriores;


MÓDULO IV:

Disciplinas que visam consolidar a qualificação dos participantes para atividades docentes e de pesquisa científica.

Cada disciplina oferecida no programa de pós-graduação deve envolver um trabalho pessoal dos participantes, em termos de leitura, estudos, elaboração de exercícios, casos e papers, em carga horária no mínimo igual à aula ministrada na semana.

O controle de freqüência e pontualidade é processado em todos os cursos oferecidos pelo programa de pós-graduação, atendendo o Art. 12 da Resolução CNE/CES N.º 1, de 3 de abril de 2001.







MBA - GESTÃO EMPRESARIAL

  • Cenários Econômicos
  • Estrutura Organizacional
  • Administração de Recursos Humanos
  • Planejamento e Estratégia Empresarial
  • Cálculo Financeiro e Análise de Investimentos
  • Relatórios Financeiros
  • Gestão de Custos
  • Finanças Empresariais
  • Estratégias de Marketing
  • Política de Negócios
  • Sistemas de Informações Gerenciais
  • Cultura e Poder nas Organizações
  • Métodos e Técnicas de Pesquisa (opcional)
  • Metodologia do Ensino Superior (opcional)






Voltar






MBA – MARKETING E ESTRATÉGIAS DE MERCADO

  • Cenários Econômicos
  • Estrutura Organizacional
  • Administração de Marketing
  • Relatórios Financeiros
  • Estratégias de Mercado
  • Política de Negócios
  • Administração de Vendas
  • Formação do Preço de Venda
  • Planejamento de Marketing
  • Comportamento do Consumidor
  • Análise Financeira
  • Cases - Marketing
  • Métodos e Técnicas de Pesquisa (opcional)
  • Metodologia do Ensino Superior (opcional)




Voltar







LATO SENSU - AUDITORIA E CONTABILIDADE

  • Cenários Econômicos
  • Contabilidade Societária
  • Matemática Financeira e Análise de Investimentos
  • Auditoria
  • Gestão e Análise de Custos
  • Sistemas de Informações Gerenciais e Planej. Estratégico
  • Contabilidade Tributária
  • Auditoria Avançada
  • Análise de Demonstrações Financeiras
  • Planejamento Tributário
  • Contabilidade Governamental e Lei de Respons. Fiscal
  • Auditoria de Sistemas e Comércio Eletrônico
  • Metodologia do Ensino Superior
  • Métodos e Técnicas de Pesquisa






Voltar







LATO SENSU - CONTROLADORIA E FINANÇAS

  • Administração Geral e Estrutura Organizacional
  • Políticas e Cenários Econômicos
  • Relatórios Financeiros
  • Cálculo Financeiro e Análise de Investimentos
  • Gestão de Custos
  • Controladoria
  • Análise Financeira
  • Mercado Financeiro
  • Sistemas de Informações Gerenciais
  • Finanças Empresariais
  • Métodos e Técnicas de Pesquisa
  • Metodologia do Ensino Superior






Voltar







LATO SENSU - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS

  • Cenários Econômicos
  • Administração Geral e Estrutura Organizacional
  • Relatórios Financeiros
  • Pscologia Social
  • Recursos Humanos e Comportamento Organizacional
  • Planejamento e Competitividade
  • Gestão de Recursos Humanos I
  • Cultura e Poder nas Organizações
  • Gestão de Recursos Humanos II
  • Liderança e Gestão do Conhecimento
  • Métodos e Técnicas de Pesquisa
  • Metodologia do Ensino Superior






Voltar









LOCAL E DATA



O programa de pós-graduação é desenvolvido integralmente nas dependências da Faculdade de Ciências Econômicas do Triângulo Mineiro – FCETM, em Uberaba – MG.







AVALIAÇÃO DE APROVEITAMENTO E CERTIFICADO



Em cada disciplina é solicitado aos participantes a elaboração de um ou mais trabalho sobre o assunto estudado, além de se poder promover também uma avaliação final na forma de prova.


São atribuídos conceitos as disciplinas cursadas que refletem o desempenho do participante, a saber:


A = excelente (aprovado) - 9.00 a 10.00;

B = bom (aprovado) - 8.00 a 8.90;

C = regular(aprovado) - 7.00 a 7.90;

D = reprovado;

I = incompleto.




Somente tem direito ao título de pós-graduação na área de concentração selecionada, os participantes que:


  • foram aprovados em todas as disciplinas e obtiverem conceito A ou B na média geral;
  • apresentarem freqüência mínima de 75% às aulas oferecidas pelo programa de pós-graduação;
  • tenham aprovado, por uma comissão de docentes, um trabalho final de curso em sua área de concentração.



Situações especiais são resolvidas pela coordenação do programa de pós-graduação.


Aos participantes que ao concluírem o curso tenham atendido satisfatoriamente todas as exigências de avaliação e freqüência, serão outorgados o título de pós-graduação em Administração ou Contabilidade, conforme seja a área de concentração selecionada, pela Faculdade de Ciências Econômicas do Triângulo Mineiro – FCETM de Uberaba-MG.





CONDIÇÕES DE ADMISSÃO E VAGAS



O programa de pós-graduação é dirigido a docentes, executivos e profissionais com formação superior e experiência mínima em uma das áreas de concentração oferecidas.

O processo de seleção dos candidatos é desenvolvido pela coordenação do programa de pós-graduação e consta das seguintes fases:


  1. Pré-Inscrição
  2. ANÁLISE do curriculum vitae;
  3. ENTREVISTA. Obedecerá a ordem dos 35 (trinta e cinco) primeiros Pré-inscritos
  4. As vagas são em número de 35 por área de concentração.





Resolução CNE/CES N°1, de 13 de abril de 2001. (*)

Estabelece normas para o funcionamento de cursos de pós-graduação.


O Presidente da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação, no uso de suas atribuições legais, e tendo em vista o disposto no Art. 9°, § 2°, alínea “g”, da Lei 4.024, de 20 de dezembro de 1961, com a redação dada pela Lei 9.131, de 25 de novembro de 1995, e nos artigos 9°, incisos VII e IX, 44, inciso III, 46 e 48, §§ 1° e 3° da Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e o Parecer CNE/CES 142/2001, homologado pelo Senhor Ministro da Educação em 15 de março de 2001,

RESOLVE:

Art. 1° Os cursos de pós-graduação stricto sensu, compreendendo programas de mestrado e doutorado, são sujeitos às exigências de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento previstas na legislação.

§ 1° A autorização, o reconhecimento e a renovação de reconhecimento de cursos de pós-graduação stricto sensu são concedidos por prazo determinado, dependendo de parecer favorável da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação, fundamentado nos resultados da avaliação realizada pela Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES e homologado pelo Ministro de Estado da Educação.

§ 2° A autorização de curso de pós-graduação stricto sensu aplica-se tão-somente ao projeto aprovado pelo CNE, fundamentado em relatório da CAPES.

§ 3° O reconhecimento e a renovação do reconhecimento de cursos de pós-graduação stricto sensu dependem da aprovação do CNE, fundamentada no relatório de avaliação da CAPES.

§ 4° As instituições de ensino superior que, nos termos da legislação em vigor, gozem de autonomia para a criação de cursos de pós-graduação devem formalizar os pedidos de reconhecimento dos mesmos.

§ 5° È condição indispensável para a autorização, o reconhecimento e a renovação de reconhecimento de curso de pós-graduação stricto sensu a comprovação da prévia existência de grupo de pesquisa consolidado na mesma área de conhecimento do curso.

§ 6° Os pedidos de autorização, de reconhecimento e de renovação de reconhecimento de curso de pós-graduação stricto sensu devem ser apresentados à CAPES, respeitando-se as normas e procedimentos de avaliação estabelecidos por essa agência para o Sistema Nacional de Pós-graduação.

Art. 2° Os cursos de pós-graduação stricto sensu oferecidos mediante formas de associação entre instituições brasileiras ou entre estas e instituições estrangeiras obedecem às mesmas exigências de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento estabelecidas por esta Resolução.

Parágrafo único. A emissão de diploma de pós-graduação stricto sensu por instituição brasileira exige que a defesa da dissertação ou da tese seja nela realizada.

Art. 3° Os cursos de pós-graduação stricto sensu a distância serão oferecidos exclusivamente por instituições credenciadas para tal fim pela União, conforme o disposto no § 1° do artigo 80 da Lei 9.394, de 1996, obedecendo às mesmas exigências de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento estabelecidas por esta Resolução.

§ 1° Os cursos de pós-graduação stricto sensu oferecidos a distância devem, necessariamente, incluir provas e atividades presenciais.

§ 2° Os exames de qualificação e as defesas de dissertação ou tese dos cursos de pós-graduação stricto sensu oferecidos a distância devem ser presenciais, diante de banca examinadora que inclua pelo menos 1 (um) professor não pertencente ao quadro docente da instituição responsável pelo programa.

§ 3° Os cursos de pós-graduação stricto sensu oferecidos a distância obedecerão às mesmas exigências de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento estabelecidas por esta Resolução.

§ 4° A avaliação pela CAPES dos cursos de pós-graduação stricto sensu a distância utilizará critérios que garantam o cumprimento do preceito de equivalência entre a qualidade da formação assegurada por esses cursos e a dos cursos presenciais.

Art. 4° Os diplomas de conclusão de pós-graduação stricto sensu obtidos de instituições de ensino superior estrangeiras, para terem validade nacional, devem ser reconhecidos e registrados por universidades brasileiras que possuam cursos de pós-graduação reconhecidos e avaliados na mesma área de conhecimento e em nível equivalente ou superior ou em área afim.

§ 1° A universidade poderá, em casos excepcionais, solicitar parecer de instituição de ensino especializada na área de conhecimento na qual foi obtido o título.

§ 2° A universidade deve pronunciar-se sobre o pedido de reconhecimento no prazo de 6(seis) meses da data de recepção do mesmo, fazendo o devido registro ou devolvendo a solicitação ao interessado, com a justificativa cabível.

§ 3° Esgotadas as possibilidades de acolhimento do pedido de reconhecimento pelas universidades, cabe recurso à Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação.

Art. 5° È admitida, excepcionalmente, a obtenção de título de doutor mediante defesa direta de tese, de acordo com o que estabelecerem as normas da universidade onde tal defesa for realizada.

§ 1° A defesa direta de tese de doutorado só pode ser feita em universidade que ofereça programa de doutorado reconhecido na mesma área de conhecimento.

§ 2° O diploma expedido após defesa direta de tese de doutorado tem validade nacional.

Art. 6° Os cursos de pós-graduação lato sensu oferecidos por instituições de ensino superior ou por instituições especialmente credenciadas para atuarem nesse nível educacional independem de autorização , reconhecimento e renovação de reconhecimento e devem atender ao disposto nesta Resolução.

§ 1° Incluem-se na categoria de curso de pós-graduação lato sensu os cursos designados como MBA(Máster Business Administration) ou equivalentes.

§ 2° Os cursos de pós-graduação lato sensu são oferecidos para matrícula de portadores de diploma de curso superior.

Art. 7° Os cursos de pós-graduação lato sensu ficam sujeitos à supervisão dos órgãos competentes a ser efetuada por ocasião do recredenciamento da instituição.

Art. 8° As instituições que ofereçam cursos de pós-graduação lato sensu deverão fornecer informações referentes a esses cursos, sempre que solicitadas pelo órgão coordenador do Censo do Ensino Superior, nos prazos e demais condições estabelecidos.

Art. 9° O corpo docente de curso de pós-graduação lato sensu deverá ser constituído necessariamente, por, pelo menos, 50% (cinqüenta por cento) de professores portadores de título de mestre ou de doutor obtido em programa de pós-graduação stricto sensu reconhecido.

Art. 10 Os cursos de pós-graduação lato sensu têm duração mínima de 360(trezentos e sessenta) horas, nestas não computado o tempo de estudo individual ou em grupo, sem assistência docente, e o reservado, obrigatoriamente, para elaboração de monografia ou trabalho de conclusão de curso.

Art. 11 Os cursos de pós-graduação lato sensu a distância só poderão ser oferecidos por instituições credenciadas pela União, conforme o disposto no § 1° do art. 80 da Lei 9.394, de 1996.

Parágrafo único. Os cursos de pós-graduação lato sensu oferecidos a distância deverão incluir, necessariamente, provas presenciais e defesa presencial de monografia ou trabalho de conclusão de curso.

Art. 12 A instituição responsável pelo curso de pós-graduação lato sensu expedirá certificado a que farão jus os alunos que tiverem obtidos aproveitamento segundo os critérios de avaliação previamente estabelecidos, assegurada, nos cursos presenciais, pelo menos, 75% (setenta e cinco por cento) de freqüência.

§ 1° Os certificados de conclusão de curso de pós-graduação lato sensu devem mencionar a área de conhecimento do curso e ser acompanhados do respectivo histórico escolar, do qual devem constar, obrigatoriamente:

I – relação das disciplinas, carga horária, nota ou conceito obtido pelo aluno e nome e qualificação dos professores por elas responsáveis;

II – período e local em que o curso foi realizado e a sua duração total, em horas de efetivo trabalho acadêmico;

III – título da monografia ou do trabalho de conclusão do curso e nota ou conceito obtido;

IV – declaração da instituição de que o curso cumpriu todas as disposições da presente Resolução; e

V – indicação do ato legal de credenciamento da instituição, no caso de cursos ministrados a distância.

§ 2° Os certificados de conclusão de cursos de pós-graduação lato sensu devem ter registro próprio na instituição que os expedir.

§ 3° Os certificados de conclusão de cursos de pós-graduação lato sensu que se enquadrem nos dispositivos estabelecidos nesta Resolução terão validade nacional.

Art. 13 Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas a Resolução CFE 5/83, as Resoluções CNE/CES 2/96, 1/97 e 3/99 e demais disposições em contrário.





ROBERTO CLÁUDIO FROTA BEZERRA
Presidente da Câmara de Educação Superior



REGULAMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU
ANO DE 2006

COORDENAÇÃO
Os cursos de pós-graduação oferecidos pela Faculdade de Ciências Econômicas do Triângulo Mineiro, serão coordenados pelos professores:

Coordenador Pedagógico - Prof. Dr. Alexandre Assaf Neto
Coordenador Executivo - Prof. Laercio Sampaio da Silva

INÍCIO DO CURSO

As aulas terão início em fevereiro/2006

HORÁRIO DAS AULAS

Sextas Feira - 19hr. às 22:30hr. - intervalo 8:40hr. às 8:50hr
Sábados 8hr. às 13:10 hr. – intervalo 10:30hr. às 10:40hr.

PROGRAMA E CALENDÁRIO

No inicio do curso será entregue, a cada aluno devidamente matriculado, o programa completo e calendário oficial do curso

ORDENAMENTO DAS DISCIPLINAS

Junto com o programa os alunos receberão a grade com o ordenamento das disciplinas e seus respectivos professores. Lembrando que a coordenação poderá fazer alterações na ordem das disciplinas a serem lecionadas bem como a substituição de professores.

MATERIAL DIDÁTICO

No início de cada disciplina será entregue ao aluno o material básico para acompanhamento das aulas. Não serão fornecidos cópias adicionais nem outro material complementar.

LISTA DE PRESENÇA

O professor de cada disciplina será encarregado de colher assinatura dos alunos presentes em sala de aula com a livre escolha do horário.
Pede-se que o aluno mantenha ao longo do curso o mesmo sistema de assinatura ou rubrica. As assinaturas irregulares serão anuladas.
É terminantemente proibida a utilização de telefone celular no interior da sala de aula.

FREQÜÊNCIA MÍNIMA

A freqüência mínima obrigatória é de 75%, para cada disciplina, comprovada por assinatura do aluno na lista de presença diária. Os 25% restantes podem servir para cobrir eventuais faltas. – não existe abono de faltas por motivo nenhum.

AVALIAÇÃO DA DISCIPLINA

Cada professor terá autonomia para determinar o tipo de avaliação de sua disciplina como: trabalho, prova, trabalho e prova etc. Serão atribuídos os seguintes conceitos as disciplinas cursadas:

A = excelente (aprovado) equivalência de 9.00 a 10.00;
B = bom (aprovado) “ de 8.00 a 8.90;
C = regular (aprovado) “ de 7.00 a 7.90
D = reprovado

TRABALHO CONCLUSIVO DO CURSO

No final do curso o aluno deverá apresentar um trabalho individual, determinado pela Coordenação do Curso, podendo ser exigido em forma de: artigo, projeto, monografia etc. relacionado com as áreas afins do curso.

CRITÉRIO DE APROVAÇÃO

Terá direito ao título de pós-graduação na área de concentração escolhida os participantes que :

a - foram aprovados em todas as disciplinas e obtiverem conceito A ou
B na média geral;
b - apresentarem freqüência mínima de 75% às aulas oferecidas por
disciplina do programa de pós-graduação;
c - tenham aprovado o trabalho conclusivo do curso.

BIBLIOTECA
Os alunos do curso poderão utilizar-se do acervo da biblioteca da faculdade, lembrando que a biblioteca possui um regulamento próprio.

MENSALIDADES

As mensalidades quitadas até datas mencionadas no quadro abaixo, terão direito a descontos conforme descrito:

Pagamento efetuado* % de desconto

Até o dia 01 (um) de cada mês 8,00 % (Oito por cento)
Do dia 02 ao dia 06 de cada mês 4,00 % (Quatro por cento)
Do dia 07 ao dia 10 de cada mês Valor normal da parcela
Após o dia 10 de cada mês Acréscimos contratuais

*Quando as datas do quadro acima coincidirem com sábados, domingos, feriados e dias não letivos os pagamentos deverão ser antecipados para concessão do direito aos descontos.

SECRETARIA ESPECIAL

O curso de pós-graduação terá uma secretaria especial para o atendimento aos alunos. Recomenda-se que, nenhum documento, trabalho ou qualquer outro assunto seja entregue ou solicitado sem o devido comprovante da entrega ou solicitação (protocolo).

SITUAÇÕES ESPECIAIS

As situações não contempladas neste regulamento serão resolvidas pela coordenação do Curso de Pós-graduação sempre subordinadas ao regimento interno da Faculdade de Ciências Econômicas do Triângulo Mineiro.


Uberaba – 2006

Pré-inscrições a partir de 25 de setembro até 25 de novembro
Matrículas : 01 de dezembro até 30 de dezembro



[Início]
Conteudo acessado 6450 vezes.
 

© FCETM - Faculdade de Ciências Econômicas do Triângulo Mineiro - Todos os direitos reservados.
Rua Ronan Martins Marques, 487 - Bairro: Universitário | CEP: 38050 600 | PABX.: (34) 3331 5555


HOME |  DIREÇÃO |  COORDENAÇÃO |  OUVIDORIA |  FALE CONOSCO |  ACADÊMICO | CPA |
MISSÃO  |   BIBLIOTECA  |   CALENDÁRIO  |   DAJA  |   DOCENTES  |   FIES/PROUNI  |   INTERESSANTES  |   INSTITUCIONAL  |   LABORATÓRIO